escritos


" Everything emerges and returns to a fundamental field of information 

            that connects us all. "          nassim haramein 

Weak people revenge. 

Strong people forgive. 

Intelligent people ignore.

Albert Einstein

Its not the strongest of the species that survives. Nor the most intelligent. But the most adaptable to change.

Charles Darwin

The things we need the most 

Are the things we have become more afraid of.

Charles Eisenstein


Decidir e declarar, criar e expressar, experienciar e realizar
 Quem Realmente És.
Recriares-te de novo a cada momento  na versão grandiosa da visão mais sublime que já tiveste sobre 
Quem Realmente És."



                                                         in Conversas com Deus, de Neale Donald Walsch

Agostinho da Silva, um mestre de vida!

" ... leva para a frente o teu caminho, resiste aos obstáculos, às incompreensões, às hostilidades: dentro de ti há um mundo para descobrires; caminha até encontrares a tua missão! 

As brumas que se encobrem são deusas (...) a procura é dolorosa,      

mas caminha em frente, e achá-la-ás. "



" Eu sou uma infinidade de coisas já cumpridas,    e uma imensidão de coisas por cumprir ... "

                                                                            Walt Whitman

Neurofeedback


" O neurofeedback treina a pessoa para controlar ritmos cerebrais que não estão a funcionar, pelo que é excelente para quem sofre de perturbações de atenção ou sono, ou cérebros ruidosos em geral.

Mas o neurofeedback não é uma terapia de som. O neurofeedback é uma forma sofisticada de biofeedback e um tratamento extremamente versátil. Foi recentemente reconhecido pela Academia Americana de Pediatria como um tratamento tão eficaz como os medicamentos para eliminar os sintomas de SDA e PHDA. Não tem praticamente nenhuns efeitos secundários, pois é uma forma de treino do cérebro. Também foi aprovada para o tratamento de determinados tipos de epilepsia e é eficaz para muitas outras complicações - incluindo certos tipos de ansiedade, problemas de stress pós-traumático, distúrbios de aprendizagem, lesões cerebrais , enxaquecas e sensibilidades que afectam o espetro do autismo - para referir apenas algumas. É um tratamento neuroplástico, mas não é muito conhecido porque foi desenvolvido antes de a neuroplasticidade ser amplamente compreendida.

Como já vimos, quando os neurónios disparam aos milhões, criam ondas cerebrais. As ondas cerebrais que são mensuráveis desde o início do século XX, são medidas em ondas por segundo. Assim, diferentes ondas estão relacionadas com diferentes níveis do estado de alerta consciente e de tipos de experiência consciente. (...) 

Numa sessão convencional de neurofeedback, a pessoa é ligada a um aparelho de EEG (electroencefalograma), uma maneira não invasiva de detetar ondas cerebrasis que são depois visualizadas num ecrã de computador. 

Numa sessão de neurofeedback para a SDA - pessoas com número inferior de ondas calmas e focadas (ondas beta) -, a pessoa é treinada para aumentar as ondas associadas à concentração calma e as ondas mais baixas associadas à sonolência e à impulsividade sempre que são representadas no ecrã. Apesar de o neurofeedback envolver a utilização de equipamento electrónico, acredito que funciona segundo alguns dos princípios do método de Feldenkrais. Ambos desenvolvem uma consciência aumentada que pode conduzir a alterações neurais e à neurodiferenciação. "

In "Como o cérebro cura ", por Dr. Norman Doidge 


Al Despertar

Al despertar a un nuevo sol
Vuelvo a nacer, vuelvo al amor
Puedo mostrar mi corazón
Puedo cantar este dolor
Vienes a mí ángel guardián
Traes mi voz, mi libertad
Puedo decir Al despertar
Si el mundo es luz Y oscuridad
La hermosa voz de la hermandad
Atravesó mi ventanal ...

Una oración puede curar
Con esta fe voy a cantar...
La razón es tu mirar
La razón es la igualdad
Es la niñez lejos del pan
Mi identidad recuperar
Al despertar agradezco a la vida
Dejarme andar como luz peregrina
Al despertar nueva emoción                         Mercedes Sosa,        Vuelvo a nacer vuelvo al amor.                                  " La Negra "                                                                  Compositor: Peteco Carabajal 

                                                                                                        


Novos contributos para perceber como funciona a Terapia do Som

In "Como o cérebro cura ", por Dr. Norman Doidge 


" Um dos mais importantes contributos de Ron Minson foi a actualização das teorias de Alfred Tomatis e a clarificação de algumas confusões importantes acerca do modo como a terapia do som funciona, especialmente no que diz respeito à atenção.

A terapia do som pode corrigir os problemas de atenção estimulando todas as áreas subcorticais, (...) especialmente se ela for combinada com o movimento.

Estudos recentes através da imagiologia cerebral demonstram que as pessoas com PHDA também apresentam um cerebelo ( responsável por afinar o tempo dos pensamentos e movimentos, bem como do equilíbrio ) de menor volume. À medida que a PHDA da pessoa se vai agravando, o cerebelo diminui ainda mais de tamanho. No entanto, assim que melhoram, o cerebelo aumenta.

Crianças com SDA que não conseguem esperar pela sua vez, ou que respondem antes do tempo têm por vezes problemas em acertar o tempo das suas ações. A terapia da escuta de Tomatis e o iLs têm um impacto sobre o cerebelo, bem como um enorme impacto sobre o sistema vestibular, que está ligado ao cerebelo.

A música da terapia, ativa e reforça, a ligação entre as áreas do cérebro que processam a recompensa positiva (que nos dá uma sensação de prazer quando conseguimos realizar alguma coisa ), e a ínsua - uma área cortical do cérebro que está envolvida na atitude de prestar atenção. Isso mesmo foi demonstrado , em 2005, pelos neurocientistas Vinod Menon e Daniel Levitin com recurso a ressonâncias magnéticas funcionais.

Levitin escreve: " Os aspectos de recompensa e de reforço resultantes da escuta de música parecem (...) ser mediados pelo aumento dos níveis de dopamina. (...) As actuais teorias neuropsicológicas associam o estado de espírito e o sentimento positivos a maiores níveis de dopamina, uma das razões pelas quais muitos do antidepressivos mais recentes atuam sobre o sistema dopaminérgico.

Eu ponho a hipótese de haver um outro motivo para que a estimulação pelo som levante a moral das pessoas com problemas cerebrais: é que é muito frequente essas pessoas terem uma atividade neural dessincronizada em áreas com ligações deficientes (como no caso do autismo, por exemplo). 


 Na minha perspectiva o cérebro dessincronizado é um cérebro ruidoso a disparar sinais aleatórios, sempre a desperdiçar energia; é um cérebro hiperactivo que faz muito pouco, deixando o seu dono exausto. A música volta a deixar o cérebro síncrono através da sincronização e faz mais neurónios disparar em conjunto tornando o cérebro muito mais eficiente." 

Um caso digno de nota,

com recurso aos efeitos estimulantes da música, é o de um rapaz, que Alfred Tomatis ajudou, cujo hemisfério esquerdo havia sido totalmente removido. (...) Depois da operação, o rapaz mal conseguia falar e tinha o lado direito do corpo paralisado. Apesar de vários anos de terapia da fala, o rapaz falava muito devagar e com grande dificuldade.

Tomatis ligou o rapaz ao Ouvido Electrónico e estimulou com som o único hemisfério que lhe restava. " Algumas semanas depois de ouvir a música a atividade do lado direito do corpo tinha recuperado a eficiência e estava permanentemente estabelecida. A fala recuperou as suas capacidades em termos de timbre e ritmo. A criança já se exprimia normalmente, com uma voz bem modelada, que contrastava enormemente com a voz monótona e sem vida que tinha no início do tratamento. O nosso doente ficou calmo, aberto e animado".

 A terapia do som, acreditava Tomatis, tinha despertado o hemisfério que lhe restava."


Legenda: corte transversal cérebro |   SDA - Síndrome Défice Atenção | PHDA - Perturbação Hiperatividade / Défice Atenção


Music is the last true voice of the human spirit... 

it can go beyond language, beyonde age, beyond color, straight to the mind and heart of all people.

                                                                             Ben Harper


NASA credits images

Our Deepest Fear... ( is our light !) 

"Our deepest fear is not that we are inadequate.

Our deepest fear is that we are powerful beyond measure.

It is our light, not our darkness that most frightens us.

We ask ourselves, Who am I to be brilliant, gorgeous, talented, fabulous? Actually, who are you not to ?

Your playing small does not serve the world.

There is nothing enlightened about shrinking so that other people won't feel insecure around you.

We are all meant to shine, as children do.

It's not just in some of us; it's in everyone!

And as we let our own light shine, we unconsciously give other people permission to do the same.

As we are liberated from our own fear, our presence automatically liberates others."

Marianne Williamson



Aceitar

Muitas vezes nos perguntamos: " Onde foi que errei ? Onde foi que eu perdi o rasto da minha própria sabedoria, e me deixei guiar por outra coisa qualquer que não ela...? "

A resposta a isto surge, no meu ver, quando interrompemos com o exercício de nos culparmos a nós mesmos pelo que aconteceu, ou não aconteceu. E iniciamos o processo de aceitar. Aquilo que foi - se o foi - é porque precisava ser. Ponto final.

Algures num qualquer dicionário, importante para mim, li isto: " Todas as coisas do Universo são nossos professores." Faz sentido?

E sermos gratos por tudo o que nos aconteceu - de bom e menos bom - , ou que não aconteceu, de todo? Também faz sentido?

Pois para mim, sim. Para mim, tudo - o que me feriu um dia, tudo o que não aconteceu e eu acreditava que tinha de acontecer, tudo o que me decepcionou, tudo o que contribuiu para edificar os meus alicerces, estruturar as minhas raízes e desenvolver a minha inteligência emocional - serviu para me construir. Como ser humano, e parte integrante de um Todo.

Se eu pudesse, se estivesse ao meu alcance contribuir para o desenvolvimento emocional daqueles que o procuram, eu diria: Deixem-se guiar por vocês mesmos, procurem dentro de vós a vossa própria verdade, façam as perguntas certas às pessoas que não gostam de explicar tudo, devolvam carinho em resposta à arrogância de quem não sabe ser melhor, ensinem um sorriso a quem não o tem porque nunca o recebeu de alguém. Sejam melhores do que aquilo que vos rodeia, e a frequência à vossa volta começará a progredir, a subir de nível e a evoluir. Ao mesmo tempo, e em sintonia com o nosso próprio desejo de evoluir.

Alguém disse: " Sejam a diferença que querem ver no mundo." Que quer isto dizer então? Poderá ser que, enquanto não nos mudarmos a nós mesmos, não poderemos ver a mudança nos outros? Fará sentido? Pois para mim, sim. Se, e só se, eu não me mantiver dependente da mudança nessas pessoas para me sentir bem, feliz e tranquila. Aí está o truque.

Alguma arrogância aqui? Penso que não. Porquê? Porque cada um tem o seu tempo certo de mudança. E não me compete a mim, a nenhum de nós, desejar acelerar esse processo tão íntimo e individual de cada um. Todos temos o nosso próprio percurso a percorrer. Nada a fazer sobre isso. Mas não permitir que isso nos cause sofrimento.

Acredito sempre que "o meu melhor, será sempre suficiente". Fazemos o que podemos com aquilo que temos naquele momento, naquela fase das nossas vidas, e naquele contexto. Vamos por isso deixar de apontar dedos ao outro só porque sabemos que aquilo não foi correcto. Cada um tem o seu tempo... e ninguém, à luz da eternidade, é melhor do que alguém. Nunca se esqueçam disto.

Não poderei subestimar o quão difícil é consegui-lo. Pois antes de estarmos aptos a aplicar no mundo a diferença que lhe queremos ver, precisamos reconhecer em nós, os nossos próprios defeitos. Sim, esses incomodativos hábitos que parecem nascer connosco e nos transtornam a vida tantas, e repetidas vezes. Difícil, não é?

Mas não é impossível. E sabem outra coisa? O primeiro, mais importante e devastador passo é este QUERER reconhecer que há coisas para melhorar em nós. Depois disso, abençoada humanidade, tudo deslinda como rodas mágicas feitas de luz, cor e muita melodia :)

Joana Fonseca




" If you hear a voice within you saying 

" you cannot paint ", then by all means, paint...

 and that voice will be silenced! " 

Vincent Van Gogh.


Carl Gustav Jung 

" Today humanity, as never before, is split into two apparently irreconcilable halves. The pshychological rule says that when an inner situation is not made conscious, it happens outside, as fate.

That is to say, when the individual remains undivided and does not become conscious of His inner contradictions, the world must per force act out the conflict, and be torn into opposite halves. " 

 


" Emancipate yourselves from mental slavery...

None but ourselves can free our minds. "

 "Redemption Song"

Canto a mi mismo

Walt Whitman

" Me celebro e me canto a mi mismo
Y lo que yo diga ahora de mi, lo digo de ti,
Porque lo que yo tengo lo tienes tú
Y cada átomo de mi cuerpo es tuyo también.
Vago... e invito a vagar a mi alma
Vago y me tumbo a mi antojo sobre la tierra
Para ver como crece la hierba del estio.
Mi lengua y cada molécula de mi sangre nascieron aqui
De esta tierra y de estos vientos
Me engendraron padres que nascieron aqui
De padres que engendraron otros padres que nascieron aqui
De padres hijos de esta tierra y de estos vientos también.
Tengo 37 años. Mi salud es perfecta.
Y com mi aliento puro comienzo a cantar hoy
Y no terminaré mi canto hasta que me muera.
Que se callen ahora las escuelas y los credos. Atrás. A su sitio.
Sé qual es su missión y no lo olvidaré; que nadie lo olvide.
Pêro ahora yo ofrezco mi pecho
Lo mismo al bién que al mal,
Dejo hablar a todos sin restricción
Y abro de par en par las puertas a la energia original

De la Naturaleza desenfrenada."


" Para viver a vida que queremos,
precisamos saber o que queremos.
Ser eficaz na vida significa produzir os resultados que escolhemos.
O primeiro passo é escolher ! 

Se não o fizermos, haverão suficientes pessoas no mundo ansiosas por fazê-lo por nós! "

John Grinder - co criador PNL


Os Níveis Neurológicos, de Robert Dilts

... E suas questões essenciais: como, quando, porquê, o quê, com quem?




" Reconstituição do cérebro por engenharia inversa "

                                                                                               NASA credits images 

" O cérebro reconstituído por engenharia inversa também seria de grande utilidade para a inteligência artificial. A visão e o reconhecimento artificial são feitos sem qualquer esforço pelo cérebro, mas continuam a confundir os computadores mais avançados. Por exemplo: os computadores conseguem reconhecer, com um grau de exactidão igual ou superior a 95%, os rostos humanos que estejam a olhar em frente e estejam registados numa pequena base de dados. Mas, se mostramos ao computador o mesmo rosto de ângulos diferentes, ou um rosto que não consta da base de dados, é provável que este se engane. Nós conseguimos reconhecer rostos familiares vistos de vários ângulos em 0,1 segundos - é tão fácil para o nosso cérebro que nem nos damos conta do que estamos a fazer. A reconstituição do cérebro por engenharia inversa poderá revelar o mistério de como isto acontece.

Mais complicado seria o caso das doenças que envolvem falhas múltiplas do cérebro - como a esquizofrenia. Esta perturbação envolve vários genes e, também, interações com o ambiente, que, por sua vez, origina uma actividade anormal em diversas áreas do cérebro. Mas, neste caso, um cérebro reconstituído por engenharia inversa conseguiria indicar com precisão como se formam determinados sintomas ( como as alucinações ), o que poderia abrir caminho para uma possível cura.

O cérebro reconstituído por engenharia inversa irá igualmente resolver questões básicas, mas ainda não solucionadas, como o modo como as memórias de longo prazo são armazenadas. É sabido que determinadas partes do cérebro - como o hipocampo e a amígdala - armazenam memórias, mas a forma como a memoria é distribuída pelos vários córtices e depois reunida para criar uma memória ainda não é clara. "

In " O futuro da mente ", por Michio Kaku



                            A vida ensina... 

E só por isso eu lhe estarei grata enquanto for eu, detentora do meu destino...

Ensinou que quanto mais se aprende, mais se sabe que não se sabe. E é aí que se sente a pequenez. É pois nesse instante que nos humildamos perante tudo o que é...

Ensinou que quanto mais se ama, maior é o amor que nos invade pelo Universo. E o que é isso do Universo?

Seremos todos nós? Todos os que magoam, todos os que ajudam a evoluir, todos os que se dedicam a uma causa, todos os que choram, todos os que sofrem, todos os que contagiam com sorrisos, todos os que se arrependem, todos os que respeitam, e os que nada conseguem escutar...?

Sim, todos nós! As partes de um Todo que se reencontra - indelével e incessantemente. E é em prol desse Todo, que eu permaneço.

Joana Fonseca